.Sobre nós

A Associação Girassol Solidário é constituída por um grupo de cidadãos portugueses e cabo-verdianos, que em regime de voluntariado, dedicam tempo e amor à ajuda aos doentes evacuados de Cabo Verde.

Apoiamos cerca de 100 pessoas (entre doentes e respectivos acompanhantes). Desenvolvemos acções de carácter humanitário, social, cultural e lúdico.

A Associação foi legalmente constituída a 6 de Setembro de 2007, constando a sua publicação no Diário da República, 2ª Série de 02 de Outubro de 2007. Está registada no RNPC com o nº 508238706.
Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

Vídeo: Jantar de Natal - 18/12/2007

publicado por girassolsolidario às 15:49
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

Poema de Natal

Somos todos partículas
Do mesmo pó de estrelas,
Feitos de Amor, de Luz, Sabedoria,
Redescobrindo-nos no nosso dia a dia,
Sempre que o silêncio interno
Nos eleva.

As nossas almas, peregrinas,
Aprendizes,
Em diferentes graus de evolução,
Vão-se apurando
Em viagens necessárias
Que as conduzem
Pouco a pouco à perfeição.

Nessa jornada
De ampliação da consciência,
Há recortes temporais de encantamento,
Que nos revelam,
Com a magia do momento,
A plenitude da verdadeira essência.

Então, por momentos,

Nós sentimos
como é fácil ser feliz e estar em paz,
Se nos dermos sem receios,

Integrais,
Num oceano cósmico de Amor,
Em que todos os dias são Natais!

Para todos um beijo com muito carinho,
Teresa Noronha
Dezembro/2007

publicado por girassolsolidario às 18:10
link do post | comentar | favorito
|

O JANTAR DE NATAL

Depois do êxito que tivemos em Novembro com o Jantar de Angariação de Fundos, realizámos no dia 18 de Dezembro, o nosso jantar de Natal, dirigido aos doentes das três pensões. Nem o frio nem a chuvinha que decidiu começar a cair precisamente nesse dia impediram a participação dos doentes que aderiram em massa, na expectativa de uma noite diferente. E foi realmente uma noite diferente, onde a cultura crioula estava patente na gastronomia, na música e na dança. A ementa, apesar de não ser muito variada, era farta e tudo estava óptimo. Tínhamos cachupa, arroz de frango e doce de coco para sobremesa; tudo regado com vinho, sangria, cerveja, sumos (oferecidos pelo Banco Alimentar, a quem agradecemos) e águas. O café, no final do repasto, aquecia o estômago e facilitava a digestão…

O Humberto Ramos que aderiu com todo o entusiasmo a este projecto, reuniu um conjunto de artistas que se juntaram a nós e proporcionaram momentos magníficos de música, onde a sonoridade crioula tocou fundo a alma de toda a gente.

Parabéns e muito obrigada Humberto,  Ritinha Lobo, Maria Alice, Carla Correia, Celina Pereira, Águeda de Burgo, Ana Firmino, Costa Neto, Djudjuty Alves, Rolando, Guto Pires e Jon Luz.
Foi uma pena o Ruca não ter estado, ele que tanto queria vir e que traria  certamente a sua fabulosa homenagem à música tradicional de Santiago mas, como sabemos, é época de jantares de grupo e ele não conseguiu largar a Casa da Morna a tempo de participar… Quem o queria presente e conhece a sua música, ficou com muita pena!

Mas também entre os doentes há quem tenha excelente dotes musicais; assim, coube ao Tini, da Pensão Camões fechar a noite musical, espalhando com a sua viola, os sons quentes e  doces da música crioula que nos aqueceu a alma, naquela noite fria e chuvosa e nos acompanhou no regresso a casa. 

Nito – o nosso fotógrafo de serviço… fez a reportagem do jantar, cujas imagens irão brevemente para o ar… Fiquem atentos…(Entretanto espreitem o video acima)

A nós juntaram-se os elementos da Finabrava, que colaboraram já no jantar de angariação de fundos; que grande ajuda deram todas aquelas pessoas que com tanto amor serviram às mesas, lavaram a loiça (e eram muitos pratos…) e andaram sempre numa roda viva para que nada faltasse. A eles um imenso obrigada.

Também a Maria da Luz da Embaixada de Cabo Verde se juntou em espírito a esta iniciativa e mandou um bolo-rei que só descobrimos no fim do jantar; telefonou, lamentando não poder vir, mas tinha a mãe doente e tinha que ir cuidar dela. Para as duas um beijinho grande e obrigada pelo bolo-rei, que como só vimos tardiamente, entregámos ao Amândio da Pensão 25 de Abril para que o repartisse entre todos, já que é a Pensão com mais gente e um número maior de crianças.

E tivemos, como sempre alguns dos voluntários que aderem com muito entusiasmo a todas as iniciativas. A Raquel - uma portuguesa de alma cabo-verdiana, o Carlos Henriques, a Mafalda e a Gisela. E aqui cabe um imenso obrigada ao Carlos, à Mafalda e à Gisela, que de uma forma tão generosa e discreta tanto têm contribuído para que seja possível distribuir com regularidade alimentação e produtos de higiene nas pensões. São almas muito nobres que ficaram apaixonados pelas pessoas e “adoptaram” as crianças como se fossem seus filhos. No jantar deram-lhes a maior assistência e partilharam segredos e confidências, ficando a conhecê-los ainda mais de perto.

Finalmente um obrigada especial ao pessoal do Restaurante: ao Hamilton, à Mina e à Zita (a cozinheira), que trabalharam incansavelmente ao nosso lado, com a satisfação estampada na cara.

Há algum tempo os nossos amigos têm vindo a juntar brinquedos, jogos, bonecas, roupas, carteiras, e vários outros artigos; com tudo isso conseguimos arranjar presentes para todos os doentes.
A todos eles, agradecemos de todo o coração.
Assim, no fim do jantar demos as prendas aos mais novos – crianças e jovens, ficando as dos adultos para serem distribuídas nas pensões, no próximo Domingo. A distribuição foi feita junto da árvore de Natal montada com carinho pela Associação Cabo-Verdiana, a quem agradecemos este gesto.

Este jantar culminou da melhor forma um ano de intenso trabalho no terreno. Estamos felizes e esperamos que o nosso apoio seja cada vez mais eficaz e consiga melhorar um pouco a vida de cada um dos doentes.

Acreditamos nesta causa e por isso lhe dedicamos muito tempo e Amor e estamos certos que em 2008 novos elementos aderirão a este projecto para que todos juntos possamos fazer florir mais girassóis na alma de cada doente.

Teresa Noronha

publicado por girassolsolidario às 16:47
link do post | comentar | favorito
|

Aconteceu: Jantar recolha de fundos para Girassol Solidário (10/11/2007)

 O restaurante da Associação Cabo-verdiana, na avenida Duque de Palmela acolheu, no passado dia 10 de Novembro, duas centenas de pessoas que quiseram assim contribuir para a constituição de um fundo de ajuda aos doentes evacuados de Cabo Verde.

 

Organizado pela Girassol Solidário, o evento contou ainda com a presença dos artistas Paló, Carla Correia e Calu, que animaram a festa pela noite dentro. Mas antes ainda houve tempo para a moçambicana Elsa de Noronha declamar poemas, ajudando a avivar o clima de solidariedade do encontro, a que se seguiu o leilão de uma foto doada à ONG pelo fotógrafo cabo-verdiano Jorge Martins.

 

A Girassol Solidário surgiu em 2007 pela mão de Teresa Noronha  e alguns amigos, sensibilizados pelas precárias condições de vida por que passam muitos doentes, alojados em pensões da capital portuguesa, pela embaixada de Cabo Verde.

 

Este jantar foi a primeira grande iniciativa da ONG para se dar a conhecer e chamar a atenção dos presentes para esta questão. Para além da distribuição de géneros alimentares, as  actividades da Girassol Solidário incluem o acompanhamento dos doentes às consultas hospitalares, a ajuda na ocupação de tempos livres, bem como a promoção de actividades lúdicas, como idas ao teatro, artesanato e passeios.

 

Actualmente, o número de doentes cabo-verdianos evacuados ascende às três centenas, estando perto de oitenta distribuídos por três pensões, no centro da cidade. A evacuação de doentes para Portugal obedece a um protocolo assinado entre os dois Estados, e contempla, essencialmente, doentes com insuficiências renais, traumatologia, patologias cardíacas e em tratamento oncológico. 

 

Joaquim Arena

 

ALGUNS APONTAMENTOS DO JANTAR

A Teresa fez uma breve intervenção para explicar os objectivos da GIRASSOL e descrever as actividades desenvolvidas ao longo do ano; atrás, o Carlos, que iria em seguida leiloar a fotografia oferecida pelo Djô.


A música convidando à dança

 

 


O Paló e o Joaquim acompanham o Calu, que apesar de inicialmente ter dito que só poderia vir cantar duas músicas, pois tinha um compromisso a seguir,  contagiado pelo ambiente, acabou por ficar mais de meia hora...


A voz suave e doce da Carla Corriea terminando as actuações "ao vivo"

publicado por girassolsolidario às 11:16
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

Campanha de Inverno

Com tanto frio repentino, os doentes (que chegam de Cabo Verde) não tem muita roupa quente.

Se tens:

- Casacos ou sobretudos,

- Cachecóis, luvas,

- Cobertores, lençóis,

- Roupa quente...

 

...aceitamos doações.

Todos os tamanhos são necessários. 

 

Contactar:

Célia Marques celiam@mail.telepac.pt

Teresa Noronha tnoronha@consultan.com

publicado por girassolsolidario às 16:50
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

Distribuição de bens alimentares na Pensão Camões

Graças às doações de amigos da Girassol, juntamos cerca de 40 euros.

Afinal de contas, o que são 2 euros para a maior parte de nós?

 

Para os doentes das Pensões, toda e qualquer ajuda é importante.

 

Por isso, no dia 13 de Dezembro, peguei nesse dinheiro, e com a ajuda da Josina e da Fernanda, fui às compras.

 

Objectivo: fazer 20 pacotes com artigos vários.

 

Aqui está o recibo:

recibo minipreço

E assim, foi possivel distribuir por cada doente:

- 2 rolos de papel higiénico,

- 1 kg de arroz,

- 1 pacote de esparguete,

- 1 lata de atum, e

- 1 lata de salsichas.

Obrigado aos corações generosos.... Cristina Mesquita, Pedro Mandana, familia Costeiras, Lucia, Lurdes, Margarida, Andreia, Ana Loureiro, Elmo, Vera, Irene, Zé Varela e Paula Varela!

Beijos e abraços!

Célia

publicado por girassolsolidario às 18:01
link do post | comentar | favorito
|

A GIRASSOL NO TEATRO A BARRACA

Procuramos, sempre que possível, encontrar soluções lúdicas e culturais que possam oferecer aos doentes momentos de alegria e boa disposição, que actuam como poderosos agentes terapêuticos. Os mais jovens entregam-se sempre com muito entusiasmo a estas iniciativas, sendo frequentemente a força motriz necessária para captar a adesão dos outros.

 

No Teatro A Barraca estava em cena a peça “AGOSTO- CONTOS DA EMIGRAÇÃO”, que registando e recriando memórias da imigração portuguesa, reflecte a problemática intemporal de quem, fugindo à pobreza da sua terra natal, procura outros destinos. É uma excelente abordagem que também nos leva a reflectir que, sendo a imigração uma realidade portuguesa antiga, devemos ter um olhar de compreensão para os que hoje escolhem Portugal, como um país de acolhimento.

 

Parecendo-nos que esta peça iria ser muito interessante para os doentes, também eles oriundos de um país de imigrantes, pedimos à D. Maria do Céu Guerra, algumas entradas gratuitas paras as sessões de Domingo, o único dia em que não têm tratamentos. A sua resposta foi pronta; no mesmo dia, tínhamos autorização para começar a levar os doentes, o que fizemos, todos os Domingos, até ao último dia de representação.  

 

A peça culmina com uma festa de casamento, para a qual os espectadores são convidados. Aqui ficam alguns registos desses momentos…

28 de Outubro de 2007:

Que grande festa…O Carlos, o Zenildo, A Lidiane, o José, O Rui, a Maria acho que falta mais alguém… devem ter ficado atrás escondidos a comer o caldo verde…

4 de Novembro de 2007

A Zezinha saboreando o caldo verde no fim da peça…foi apanhada de surpresa…Ela que nem queria ficar na foto, teve a honra de um Grande Plano!...


A Filomena deu a cara…e brindou…
A Andreia e a Paulina, de costas comentavam a peça …


O Sr. Orlando, a Andreia,  a Paulina e o Abyud, de tigela na mão; a Teresa não largava o copo; só a Paulina 2 ali estava, de mãos vazias, esperando que a câmara disparasse…


Nós no meio dos artistas e de mais público, posando com os noivos…


Mais uma foto…da Teresa, do Abyud e da Andreia… agarrada ao noivo…Onde está o resto da malta? Agarrados ao caldo verde, de certeza…


18 DE NOVEMBRO

O Ruben e a Dilma eram os únicos que queriam posar… A
Teresa, A Rosa e o Wilson não davam confiança à câmara…



Onde é que a Teresa vai?


Procurar o caldo verde?
Mas a Rosa e a Dilma já se agarraram a ele…



Sim Senhor… A ANI que bisou a peça, cá está, instalada na 1ª fila e com direito a foto privada… Também ela já quase faz parte do elenco…


E pronto.. A foto de família, um bocadinho esbatida. A Rosa parece a noiva, toda de branco, a Dilma sorri, O Wilson e o Ruben atrás da Teresa, que já está sentada… Onde estão os outros? A comer mais caldo verde?...

publicado por girassolsolidario às 17:27
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007

O PODER DA GIRASSOL - Poema

Não, não são as tuas dores
Que te arrancamos,
Essas, parasitas dos teus ossos
E da tua carne,
Colaram-se ao teu corpo
E nele viajaram para longe!

Herdeiras da secular tradição
da experimentação
de outros destinos,
atacam corpos velhos, corpos jovens,
corpos de mulheres, de moças, de meninos,
empurrando-os, Atlântico fora,
doentes e franzinos.

Não, não são as tuas dores
Que te arrancamos,
Para elas somos tão impotentes como tu,
O que te damos
É o analgésico da alma,
A alquimia do amor que desafia
O teu sofrimento,
Ciente da sua capacidade de transmutação.
O que te damos, é o incondicional apoio
Nos nossos dedos afagando as tuas mãos sofridas,
E a certeza da nossa presença,
E da nossa perseverança,
E da esperança que te levamos
Embrulhada em sorrisos ao final da tarde.

Não, não são as tuas dores
Que te arrancamos,
Essas ficam contigo
Enquanto decidirem não te largar.
O que oferecemos,
O que te podemos dar
É a certeza do nosso carinho,
Do nosso olhar leal,
Do nosso esforço contínuo
E persistente
Por um amanhã diferente,
Que pode não ser já o teu,
Mas de um teu irmão,
De um qualquer parente
Que aqui chegue, se aninhe e se conforte
Na corola generosa e solidária,
Do nosso Girassol!


5.NOV.07
TERESA NORONHA

publicado por girassolsolidario às 18:39
link do post | comentar | favorito
|

Obrigado pelo enxoval

Obrigado à Ajuda de Berço pelo enxoval para a filha da Ló...

 

Obrigado Verinha pelas doações das tuas amigas: fraldas descartaveis, mantinha e muda-fraldas.

 

A bebé está bem e é muito linda.

tags: ,
publicado por girassolsolidario às 17:46
link do post | comentar | favorito
|

Logotipo

Proposta de alteração do logotipo - um trabalho em processo...
Esta é a minha proposta de alteração do logotipo.... em processo... aberto a sugestões...

publicado por girassolsolidario às 16:06
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Novo Site da Girassol

. O NOSSO SITE JÁ ESTÁ NO A...

. DIA DA MULHER CABOVERDIAN...

. A MULHER E O SEU PAPEL SO...

. DIA INTERNACIONAL DA MULH...

. REFORÇO BANCO ALIMENTAR

. ANIVERSÁRIO DA MÁRCIA E D...

. O CARNAVAL DAS CRIANÇAS

. PARA A GUIOMAR

. O ARRANQUE DAS OBRAS DA S...

. O APOIO DA EMBAIXADA DE C...

. O OBRIGADA DA IRENE

. UM ANJO ANÓNIMO

. AS OBRAS DA SEDE

. "TCHON DI KAUBERDI"

. AO NITO

. ALÉM FRONTEIRAS

. NOTÍCIAS DE JANEIRO

. FELIZ 2009

. QUASE NO ANO NOVO

. UMA TARDE COM OS NOSSOS A...

. FELIZ NATAL

. A NOSSA SEDE

. O NOSSO JANTAR DE NATAL

. Jantar de Natal Solidário...

. Donativos precisam-se (pr...

. FESTA DE NHA STA. CATARIN...

. JANTAR DE ANGARIAÇÃO DE F...

. GESTOS

. COLCHAS E LENÇÓIS

.arquivos

. Outubro 2015

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds